segunda-feira, 30 de junho de 2008

VOLUNTÁRIO - Só Por Amor à Camisola

Mais de vinte e cinco anos como “bombeiro de secretária” vividos na corporação de Peniche, permitiram-me entender como o “ser voluntário” é um estado de alma; não é um impulso, uma crença ou opção. Isto, a sociedade civil ainda não percebeu; primeiro nasce-se voluntário, depois é que se escolhe como.
É claro que no mundo actual, mercenário, onde (quase) tudo depende de pagamento, é difícil compreender outros códigos menos materialistas. Mas esse defeito cultural não deveria concorrer para o clima de suspeição que, habitualmente, se atira para cima de quem faz o que quer que seja, unicamente por amor á(s) causa(s) abraçada(s).
Nos últimos dias, senti no ar o crescimento da desconfiança com que, às vezes, é visto o mundo dos Bombeiros, nomeadamente por algumas entidades públicas e gente da rua: é uma ministra que, negando a comparticipação justa do preço/Km pretendido pelos Bombeiros Portugueses, lembra as outras ajudas (?); é um autarca de uma freguesia deste concelho que me afirma “duvidar de algumas contas dos Bombeiros”, é um grupo de comerciantes que antevê prejuízos (?) por causa de um parque de estacionamento dos BVP, e, até um outro respeitável (diz ele) cidadão penicheiro que acha exagerados os subsídios (?) atribuídos aos Bombeiros pela Câmara Municipal …
Que tristeza, meus senhores ! Então se as Associações de Bombeiros Voluntários são entidades, sem fins lucrativos, que prestam serviços públicos, muitos deles gratuitos - não tendo ajudas, subsídios, quotizações e receitas de explorações legalmente concedidas – sobrevivem como ?
De facto, parece que o fraco espírito de cidadania da sociedade portuguesa está a ganhar adeptos, em contra-ponto com o crescente grau de ensino obrigatório (que, infelizmente, não tem aumentado a nossa literacia).
Assim sendo, confirmar-se-á a morte de voluntariado, e o Estado assumirá integralmente as suas responsabilidades no capítulo da protecção civil, profissionalizando-a.
Nessa altura, podem crer que, os detractores de hoje, candidatar-se-ão a bombeiros - de secretária ou de mangueira !

domingo, 29 de junho de 2008

HIP, HIP, HURRA !!!

A propósito do Dia do Vinho que hoje se celebra, deixo-vos com a minha "prima" Adélia, com Messieur Sarkozy e com Mister Bush.
À nossa !!!








sábado, 28 de junho de 2008

Igualdade(s).


Algumas visitantes "CerrodoCão" lamentaram-se-me sobre o que consideram ser "excessivo machismo" dos temas aqui abordados.
Embora não seja própriamente um culto de que me possa alhear - porque inato - também é verdade que pouco me tenho esforçado para contrariar essa natureza.
E, se a uma mulher nada se deve negar, a mais do que uma então ...
Por isso, a minha postagem de hoje é-lhes inteiramente dedicada.
Não é bem um pedido de desculpas; é uma prenda !

video

PS: O facto de hoje se assinalar o Dia Internacional do Orgulho Gay é pura coincidência. Mas, já agora, fica provada a isenção do CerrodoCão ...!


sexta-feira, 27 de junho de 2008

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Ser Benfiquista

É isto !
Ainda que a realidade esteja grávida de incoerências e falsidades.
Mesmo que dê prazer aos que, fanáticos ou não, (se) alimentam (d)o sub-mundo dos desportos.
A história merece este gozo.
E, a nós - adeptos do futebol jogado, contra a força do futebol corporativo - Benfiquistas ou não, resta-nos rir, mesmo que de nós próprios ... porque é aí que está a diferença. A grande diferença!!!

terça-feira, 24 de junho de 2008

Sábado à Noite - Cais do Sodré


O corolário de um ano de estudo.

A criatividade e a técnica.
A emoção da 1ª experiência.


E, desta vez, é a sério.
Força Mifa !

segunda-feira, 23 de junho de 2008

A ÁGUA QUANDO NASCE É PARA TODOS !


A cidade espanhola de Zaragoza é a sede da Exposição Internacional Água e Desenvolvimento Sustentável, até ao próximo dia 14 de Setembro.

Chamando a atenção para a escassez de água e os desequilíbrios causados pela sua utilização desregrada, área em que, curiosamente, os espanhóis têm sido excelentes activistas, a Expo Zaragoza "mostra que a água é um recurso imprescindível para a vida e aborda o desenvolvimento humano a partir de um compromisso ético com a sustentabilidade"

E, para causar o impacto desejado, conta com recursos tecnológicos que pretendem informar os visitantes com clareza e envolvê-los emocionalmente.

Pena é que 1.000 kms. nos separem de um evento que, pela sua relevância, merecerá ser visitado. Entretanto, aguardemos que ele sirva para, pelo menos, alertar as consciências perdulárias e reafirmar a defesa do acesso à água como um direito universal.


video

domingo, 22 de junho de 2008

Pic - Nic 'ar de Peniche

Quando é hora da fome, em qualquer lado se come !



Para a cena ficar completa, só falta a cerimónia do corta-fitas com os actores e emplastros do costume.
Fotos Fueco

sábado, 21 de junho de 2008

Aproveite o Verão



VÁ DE FÉRIAS ... CÁ DENTRO !!!



sexta-feira, 20 de junho de 2008

Há dias de sorte !


Foi há, precisamente, dois anos.

O pior: as dores, o enfarte, o medo.

O melhor: o 112, o Serviço Nacional de Saúde, a angioplastia, os stents, a família, os amigos, a fé renovada.

MUITO OBRIGADO A TODOS !

quinta-feira, 19 de junho de 2008

ACABOU-SE A FESTA, PÁ !!!


A minha postagem de hoje era para ser,
simplesmente,a bandeira nacional.
Não vai ser !





Desta vez, acreditava na conquista do Europeu de Futebol.
Nunca mais repetirei !

Não "chorei" com a ida de Scolari para o Chelsea.
Ainda bem que vai ...

O Cristiano Ronaldo sempre vai para o Real de Nereida.
Quem não ia ...

E agora, Sócrates ?

quarta-feira, 18 de junho de 2008

terça-feira, 17 de junho de 2008

D' ERSE

Por uma questão de sanidade mental, só ao fim-de-semana é que aprofundo a leitura de jornais, mas, mesmo assim, há sempre uma ou outra notícia cuja digestão, mesmo intervalada com água das pedras, se prolonga por mais quatro ou cinco dias.

No passado domingo, foi a 1ª página do DNotícias anunciando que, por proposta da ERSE - Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos “a EDP via cobrar a todos os clientes as dívidas só de alguns”, adiantando que “os clientes bons pagadores vão passar a assumir (13,6 milhões de €uros) parte das dívidas incobráveis da EDP”.

Ora isto, assim dito, chateia; pois claro que chateia !

Tanto quanto ainda me lembro, contabilísticamente, podem ser anualmente criadas PROVISÕES para os DEVEDORES DUVIDOSOS das empresas, verbas (com limitações decorrentes do volume de negócios anual) que são aceites fiscalmente como prejuízo. E a EDP não faz assim ? é para ter mais lucro à custa dos “mexilhões”?

A EDP já não é uma empresa pública; mas o Estado – que directa e indirectamente, detém cerca de 26% da sua estrutura accionista - é, ou deve(ria) ser uma pessoa de bem a quem compete a defesa dos interesses nacionais, logo, dos portugueses. Assim sendo, quero acreditar que o ministro da Economia ao afirmar “a proposta é de muito mau senso” quererá, das duas uma:

- ou, informalmente, vetar esta absurda forma de cobrança proposta pela ERSE - um organismo da sua tutela,

- ou dar já como indicação para o seu administrador delegado na EDP propôr em Assembleia Geral, quanto à distribuição dos lucros do ano 2008: retirar 3% dos dividendos a distribuir pelos accionistas (457 milhões de €uros em 2007), para cobertura das dívidas incobráveis.

E “prontos” - faça-se luz !




segunda-feira, 16 de junho de 2008

Serviço Público - I

Hoje é um dia que ficará particularmente marcado neste blogue.
Finalmente descobri como, de forma absolutamente irrepreensível, se faz um nó de gravata. Depois de ter andado 6.152 dias a trajar gravatas de nó "inventado": ou demasiado pequeno, ou exageradamente grande, apertado à esquerda ou à direita, tipo forca ou tipo nó-cego, hoje, mão amiga fez-me chegar ao "ponto G" da moda masculina : saber fazer um nó de gravata "comme il faut".
Sendo verdade que nunca tive uma relação amistosa com este artefato, só há pouco tempo me livrei definitivamente do seu uso, especialmente o que deriva daquela inexplicável coisa dos bons costumes que serve para elevar estatutos - quando se usa, ou para baralhar pequenez de espírito e humildade - quando não usada.
Ainda assim, fiquei contentíssimo com a descoberta. A partir de hoje, já posso olhar para o presidente Cavaco Silva sem sentir inveja alguma. Como sei que muitos blogo-visitantes têm o mesmo problema que eu tive, até me posso dar ao luxo de considerar a postagem de hoje como SERVIÇO PÚBLICO - esperando (modéstia à parte) que algum(a) acessor(a) do Governo atente no CERRO DO CÃO e vá mostrar ao engº Sócrates como se faz um nó de gravata.
Vá lá... sirvam-se à vontade !!!


domingo, 15 de junho de 2008

Chove Chuva !






Quando o sol faz gazeta
é sempre isto !








E, quando a chuva cai, só Miriam Makeba para melhorar o clima !

sábado, 14 de junho de 2008

FURA GREVES ? (até podia ser...)

Por razões, até agora, não explicadas este camião foi ontem - ao fim da manhã - encontrado dentro das águas do porto de Peniche.
Fontes não oficiais apontam para a possibilidade de ser um "fura greves". Não se sabendo, ainda, se estava relacionado com a greve dos armadores/pescadores ou a dos camionistas/motoristas.

Alguns populares afirmaram, no local, que vão exigir que a Câmara Municipal mande instaurar um inquérito ao fornecedor do GPS utilizado na viatura, no sentido de precaver acidentes semelhantes por eventual erro na indicação da rota.
Foto: FUA

sexta-feira, 13 de junho de 2008

"I know not what tomorrow will bring... "


Curiosamente, foi na língua inglesa, que FERNANDO PESSOA - um dos maiores poetas da língua portuguesa - terá escrito a sua última frase: "Eu não sei o que o amanhã trará"

Sendo um seu admirador incondicional, não podia deixar de aqui assinalar o dia do 120º aniversário do seu nascimento. E faço-o respeitando as "instruções" que o seu Alberto Caeiro deixou em "Se Depois de eu morrer".


Se depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia,

Não há nada mais simples

Tem só duas datas — a da minha nascença e a da minha morte.

Entre uma e outra cousa todos os dias são meus.

Sou fácil de definir.

Vi como um danado.

Amei as cousas sem sentimentalidade nenhuma.

Nunca tive um desejo que não pudesse realizar, porque nunca ceguei.

Mesmo ouvir nunca foi para mim senão um acompanhamento de ver.

Compreendi que as cousas são reais e todas diferentes umas das outras;

Compreendi isto com os olhos, nunca com o pensamento.

Compreender isto com o pensamento seria achá-las todas iguais.

Um dia deu-me o sono como a qualquer criança.

Fechei os olhos e dormi.

Além disso, fui o único poeta da Natureza.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Quem te manda a ti ...

Que é legítimo sonhar, todos concordamos.
Que os homens sonham mais do que deviam, não é, de todo, inverdade.
Agora, que os homens queiram realizar os seus sonhos através de ferramentas que lhe são estranhas, já é desaconselhável ...

E depois ... dá o que dá !

video

quarta-feira, 11 de junho de 2008

RAÇA , MAS QUAL RAÇA ?

Ontem, Cavaco Silva, (re)lembrou o bafiento "dia da Raça".
Hoje, sou eu quem, aqui, deixa representadas algumas amostras da Raça Portuguesa.

É só escolher !



terça-feira, 10 de junho de 2008

Aqui ao Leme Sou Mais do Que Eu ...


Somos filhos da madrugada,
Pelas praias do mar nos vamos
À procura de quem nos traga
Verde oliva de flor no ramo.
Navegamos de vaga em vaga,
Não sabemos de dor nem mágoa,
Pelas praias do mar nos vamos
À procura da manhã clara.
Lá no cimo de uma montanha
Acendemos uma fogueira,
Para não se apagar a chama
Que dá vida na noite inteira.
Mensageira pomba chamada,
Companheira da madrugada,
Quando a noite vier que venha
Lá no cimo de uma montanha.
Onde o vento cortou amarras
Largaremos pela noite fora,
Onde há sempre uma boa estrela,
Noite e dia e ao romper da aurora.
Vira a proa minha galera
Que a vitória já não espera;
Fresca brisa, moira encantada
Vira a proa da minha barca.
Zeca Afonso

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Juntar o Útil ao Agradável ...

Hoje ando um pouco mais Norteado que o habitual.

Aqui continua-se a boa prática dos nossos antepassados:
"é preciso alimentar o espírito sem esquecer que
o corpo também gosta de mimos!"
Ámen

domingo, 8 de junho de 2008

sábado, 7 de junho de 2008

PUF !!!

O fim-de-semana promete:
Bom tempo, selecção cheia de energia positiva, a malta está esperançada que, ao menos no futebol, Portugal tenha uma classificação que releve outros vergonhosos posicionamentos no ranking da União Europeia (para só ficarmos por aqui) e até os combustíveis baixaram !!!
Sugestão: com o dinheiro que sobra desta dádiva gasolineira, aproveitem e gastem-no numa qualquer coisa que vos dê prazer !
Mas, cuidado, desconfiem do "barato"...

video

sexta-feira, 6 de junho de 2008

FESTIVAIS

Começa hoje mais um festival em Peniche. Este é o “sabores do mar” vai durar 10 dias, objectiva promover a culinária do concelho, e destina-se, fundamentalmente, ao público que nos visita.
Para o melhor, esperemos que o vento sopre verticalmente.

Caso contrário, os turistas do bom prato vão poder, também, apreciar (?) os nossos famosos “3 cheiros” – festival de aromas a que os penicheiros se têm vindo a habituar: quer pelo olfacto, quer à forma despudorada com que o assunto tem (há muito) sido tratado.
… e a festa continua !
Termino, parafraseando, um penicheiro que, mesmo estando longe, não esquece a sua terra:

“Salvem Peniche Reparem a E.T.A.R. e Sereis Salvos !”
Manuel J. Leonardo

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Coisinhas

Por vezes, há pormenores que fazem toda a diferença ...
video

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Filho de MÃE

Hoje, gostava de ser poeta para descrever aos fracos a tua força;

Ou ser pintor para colorir o mundo com as cores da tua alma.

Ou gostava de ser anjo para te guardar como me tens protegido.

Ou, simplesmente, gostava de ser tua mãe como tu tens sido a minha.

Gostava de ser, mas não sou !

Por isso, resta-me dar graças a Deus por seres minha mãe.

É só isso, mãe, o que eu hoje sou capaz de fazer !

Parabéns !!!


terça-feira, 3 de junho de 2008

segunda-feira, 2 de junho de 2008

As Redes e a SIDA

Esta é uma campanha de prevenção do HIV em Moçambique.
Clara - retratando situações reais sem qualquer embaraço moral- e simples na forma de apresentar o risco a que estão sujeitos os seus actores.
Felizmente que a realidade portuguesa não é comparável com a moçambicana, nem a "rede desprotegida" será tão extensa. Mas, tal como acaba o documentário:
"você, já pensou nisto ?"



video

domingo, 1 de junho de 2008

THE DAY AFTER



E agora Pedro ?