terça-feira, 31 de março de 2009

Tem quirão em outro site

Ainda bem que as nossas crianças vão começar a aprender "inglês" assim que entram na creche.
Só assim é que traduções como esta serão impossíveis.
Eu nem quero pensar no comentário de S.A.R. Isabel ou o do seu Carlitos !!!
"God save us"

segunda-feira, 30 de março de 2009

Várias Vidas

Os reformados têm destas coisas. Às vezes, quando o seu tempo é livre, descobrem-se a si próprios ...Foi o que aconteceu com Armando Faria - um grande amigo de Peniche que, mesmo em tempo de descanso, não pára de surpreender: tanto a si, como aos outros.
E, perguntam vocês, o que é que ele fez desta vez ?
Bem, desta vez, escreveu e publicou dois livros e pintou a óleo cinquenta e nove quadros. De uma assentada, sábado passado, apresentou os livros (Várias Vidas e O Baluarte Submerso) e expôs as pinturas.
Nada mau para um serrano (da Serra d'El-Rei) a fazer 70 anos daqui a pouco.
Da sua (autobiografia) obra Várias Vidas, retirei pequenos trechos significativos desta
personalidade e que retratam bem a "coisa pública" há uma dúzia de anos atrás:

"Tomou posse na DG de Portos, passados dias, regressando a seguir para o serviço junto das entidades portuárias da sua área. Sucederam-se as necessárias apresentações. Aquilo que se passou a seguir foi uma prova de r
esistência e de aplicação. A compensação foi acima daquilo que Rogério alguma vez tinha imaginado. Quantas vezes falou com Deus para o aconselhar... Foram muitas."
"Foi indiferente à calúnia, à crítica destrutiva e ao negativismo."
"Conseguiu ver a máquina burocrática do Estado por dentro, naquela área. Observou quanto interesse tendencioso se movimenta para manter o protagonismo instalado e as influências compensadoras que certos lugares proporcionam. Verificou a inércia destrutiva no andamento regular de algumas instituições, em que o tempo se dilui em pareceres e estudos sobre estudos, que vão muitas vezes camuflar a falta de avanço regular dos serviços."
"Rogério estava isento politicamente, por isso tinha a vantagem de poder falar sem perder influência. Falava para os Secretários de Estado sem ter de agradar à cor partidária."

Parabéns ao Rogério e à Catarina, ao Armando e à Gracinda.
Continuem, a perpétuar as vossas memórias e a ser felizes !

domingo, 29 de março de 2009

Pintura de Paredes


Estamos em trabalhos de remodelação.


Até amanhã e obrigado pela sua(s) visita(s).

sábado, 28 de março de 2009

Apagão português

... o Porto estava na rota do apagão. Eram 20h45 TMG quando a selecção de estrelas começou a ficar salpicada de pontos escuros.

Foi só o começo. À medida que o mundo rodou, a noite foi descendo e eles, um a um, mergulhavam na escuridão.

Às 22h45 - acabado o jogo com a selecção Sueca - o negro tomou conta deles. Apagaram-se as estrelas.

Daqui a pouco vai começar a carpideira semanal, com especial destaque para a discussão das opções táticas dos três milhões duzentos cinquenta e nove mil seleccionadores nacionais.

Até no "dragão" faltou a chama ...
Raios partam o apagão !
Maldita Crise !


sexta-feira, 27 de março de 2009

Mais uma cena

Um dos últimos berlindes lançados pelo presidente da Câmara Municipal de Peniche para a "covidinha" eleitoralista da CDU - notícia do jornal Correio Popular do passado dia 20 - tem a ver com Teatro.
Na linguagem dos putos, esta notícia é um autêntico "abafador": vale uma mão cheia de ...
E aqui é que a questão se levanta:
cheia de quê ?
Fazer noticiar, com pompa e circunstância, que "a história dos Amigos de Peniche pode tornar-se num projecto de teatro" é música para os penicheiros - até para os menos cientes de cultura. Toda a gente gosta de ver o (bom) protagonismo da sua terra. E o Tó-Zé sabe disso - ou não seja ele um homem ligado à produção de imagem antes de ser António José Correia - O Presidente da Câmara.
Por isso, é que esta disponibilidade da Câmara Municipal, pode ser mais uma mão cheia de
nada, tal como têm sido as outras dezenas de protocolos, disponibilidades, conferências etc. e tal, realizadas (de boa fé, acredito) mas que, no fundo, no fundo ... deixaram pouca coisa de substancial nas respectivas áreas, restando o protagonismo, claro !
E por falar em protagonismos, deixo uma dúvida: qual terá sido a personagem que o senhor presidente terá escolhido (numa confidência ao Carlos Avilez) para representar na teatralização da história dos Amigos de Peniche ? Filipe II de Espanha, o general inglês John Norris ou D. António Prior do Crato (que - segundo reza na História e na Lenda de Mariano Calado - " mercê de mil e uma habilidades diplomáticas, conseguiu que Isabel Tudor, rainha de Inglaterra, pusesse à sua disposição uma armada de cerca de 20.000 homens...") ? Quem, quem ?
Mas há outras peças em exibição. As pancadas de Molière já se ouvem ... vamos entrar em cena. Só falta mesmo é desejar boa sorte, que em teatro é exigido dizer-se: MERDA !


quinta-feira, 26 de março de 2009

Ideias a bombordo

O país está a arder.
Como se não bastasse a crise económica, a política, o governo, os governantes e os governados, o futebol ou/e tudo o mais aproveitável em vésperas de (três) actos eleitorais para incendiar Portugal, a verdade é que, de facto, neste mês de Março já ocorreram tantos (maioritáriamente suspeitos) incêndios, que, até as previsões da Protecção Civil para o Verão que aí vem, são pouco optimistas.
Por isso não será estranho que apareçam movimentos de opinião sobre a maior ou menor benevolência da Justiça para com os principais causadores deste flagelo - os incendiários. E, se há quem defenda um maior vigôr na penalização destes actos, outros há que apostam no esvaziamento do acto criminoso, reduzindo-o a um transtorno comportamental, tratável - dizem.
Devid
o à sua (im)popularidade junto de alguns activistas do BNB (Bloco do "Nonsense" a Bombordo), o cerro-do-cão teve acesso aos principais apontamentos para a sua proposta de uma nova abordagem da piromania:

1 - Despenalização imediata dos incêndios.
2 - Tendo em conta que os incendiários são doentes e socialmente marginalizados, devem ser tratados como tal: é preciso criar zonas específicas para poderem incendiar à vontade. Nas "Casas de Incêndio" serão fornecidos fósforos, isqueiros e alguma mata. Sob a supervisão do pessoal habilitado, poderão lutar contra esse flagelo autodestrutivo.
3 - Fazer uma terapia baseada nos Doze Passos, em que o doente possa evoluir do incêndio florestal à sardinhada. O pirómano irá deixando progressivamente o vício: da floresta à mata, da mata ao arbusto, do arbusto à fogueira, da fogueira à lareira, da lareira ao barbecue até finalmente chegar à sardinhada do Santo António e São João.
4 - Quando o pirómano se sentir feliz a acender a vela perfumada em casa, ser-lhe-á dada alta, iniciará a sua reintegração social e perderá o seu subsídio de incendiário.

Pergunto eu : ... e depois, não se pode cremá-lo ?

quarta-feira, 25 de março de 2009

Coisas Boas da Vida (14)


Trocar correio
(pode ser electrónico ...)


terça-feira, 24 de março de 2009

(Des)carga de trabalhos

Mais um dia (até quando vão conseguir ludibriar o Ministro do Ambiente ?) particularmente (in)produtivo na ETAR de Peniche, como se pode ver na foto-reportagem do meu amigo Fueco - a quem devo a gentileza do material.
De acordo com os entendidos em ventos, marés e correntes, é muito possível que o apregoado desafio presidencial lançado como laboratório de sustentabilidade da Berlenga, hoje, tenha sido abonado com mais este contributo do SMAS - Serviços Municipalizados de Peniche.



Junto-me ao nosso conterrâneo Manuel Leonardo, na sua habitual prece:
Salvem Peniche: reparem a ETAR e sereis salvos !


segunda-feira, 23 de março de 2009

De Faca na Liga

Acabei de ver e ouvir o super-dorido-betinho do Sporting lamentar que "nenhum benfiquista tenha feito pública referência ao escandaloso erro do árbitro Lucílio Cardoso Cortez Batista na final da Taça da Liga".

Pois bem, Fifi, não sei se o meu nível de importância chega, mas eu (re)afirmo aqui que "aquilo" não foi penalty. Ok ?.

Mais, como benfiquista não gostei que o Rui Costa tenha hoje publicitado a contratação do Lucílio, tal e qual.

Depois de assim expressas as minhas desculpas e indignação, aproveito a oportunidade para manifestar à lagartagem a minha solidariedade e admiração pela grande obra que vão executar no relvado do Alvalade XXI, conforme maqueta publicada.

Esperemos que resulte. E Boas Festas, rapaziada !!!



domingo, 22 de março de 2009

Dia da Água

Água vai, água vem, e a Fonte Boa surgiu assuntada.
A Fonte Boa é, em Peniche, o mesmo que algumas outras fontes são noutros lugares: o inexplicável motivo que leva forasteiros a, aí, fixarem a sua vida. Não (só) o clima, as pessoas, o trabalho ou o ambiente mais ou menos hospitaleiro, não. É mais qualquer coisa...
Quantas vezes ouvi: "olha, aquele já bebeu água da Fonte Boa. Está arrumado. Daqui já não sai!".
A história de Peniche está ligada a esta "imigração". Durante anos, artífices, pescadores, conserveiras, professores, funcionários públicos, comerciantes e outros, vieram cá e, na sua maioria, por cá ficaram. Ensinando e aprendendo, com os penicheiros construiram este importante pólo económico da zona centro-oeste do país, cuja sustentabilidade vem decrescendo nos últimos tempos perante a inércia dos poderes políticos e financeiros.
E é por isso que, hoje, os mais novos filhos de Peniche - os de vinte a trinta e poucos anos - para sobreviverem têm de ir "beber àgua a outras fontes". A nossa água não corre, estagnou.
A Fonte Boa secou, está selada. Água... só a (salgada) do mar ou a da torneira.
E essa é filtrada, não tem o tal sabor: a fonte, boa!

sábado, 21 de março de 2009

Noite do Dia da Poesia

No reino da bola-bola
o leão mordeu a língua
e deixou que a águia Luz

acabasse a sua míngua.


O prejuízo (?) do Paulo Bento
deu lucro benfiquista;
gracias señor Quique,
obrigado ó Baptista !

Assim fica a nossa crise
agora de verde pintada;
pr'além da laranja e rosa,
não acaba a encarnada.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Piu piu !

"Identificado um elemento chave na actividade do cérebro quando chega a Primavera"
Uma equipa de cientistas do Roslin Institute, no Reino Unido, e da Nagoya University, no Japão, descobriu porque é que as aves macho começam a cantar na Primavera. Segundo os investigadores, a mudança de estação, com o aumento de horas de luz por dia, faz com que as células da hipófise no cérebro libertem uma hormona, responsável pelo crescimento dos testículos das aves, que funciona como uma espécie de gatilho para o acasalamento e que leva os machos a começar a cantar para atraír as suas parceiras. Ciência Hoje
Vamos lá passarada, a Primavera começou agora mesmo! som




quinta-feira, 19 de março de 2009

PAI, perdoa-o !




«Não se pode resolver (o problema da sida) com a distribuição de preservativos», disse o Papa a caminho de África. Acrescentou ainda que, «pelo contrário, a sua utilização agrava o problema».ver


quarta-feira, 18 de março de 2009

Só à Bolachada !

A "globalização" da burla financeira terá atingido de tal forma a classe adulta que, agora, só as crianças poderão ser vítimas de tramas semelhantes às praticadas pelos Madoffs de todo o Mundo.
Por isso, antes que seja tarde, as conhecidas personagens da série infantil Rua Sésamo - Egas e o Monstro das Bolachas - protagonizam uma sátira em que se explica à criançada o esquema dos vigaristas.
Esperemos que os putos aprendam, senão, aos gulosos que por aí (ainda) andam à solta:
- Haja bolachas !



terça-feira, 17 de março de 2009

Distracções

Hoje, ao espreitar o excelente blog de uma grande menina penicheira (nunca me enganaste, Sónia !), descobri o filme Goodnight Irene.
Não sendo um cinéfilo da menor confiança, procuro andar informado sobre o que por cá se passa. Só que, desta vez ... nem revistas, nem jornais ou news-letters, nem Tv's, nem nada. Passou-me completamente ao lado !
Não bastava viver numa cidade sem sala de cinema (entre outras coisas mais) ?
Cada vez mais me convenço que o fado tinha razão: "às vezes, numa pessoa, a idade não perdoa...".

Por isso, Irene, desculpa lá e boa noite !!!




segunda-feira, 16 de março de 2009

Palanca's XXI

Angola tem aparecido aos olhos dos portugueses como uma das melhores soluções para vencer a crise económica e fugir ao desemprego. A recente visita do seu presidente da república a Portugal e as campanhas de marketing político a ela associadas terão despertado, ainda mais, o apetite lusitano.
Por isso, não será estranho que, daqui a algum tempo, se multplique o número dos (já cem mil) portugueses a optar pelo novo "el dorado" contribuindo para (re)lançar um país como já fizémos (principalmente) pela Europa na segunda metade do século passado - tarefa aqui facilitada porque de um regresso se trata: os peritos na ancestral arte de bem conviver e miscenizar - os portugueses - estão de volta, desta vez como agentes do progresso económico e social de Angola, e, fundamentalmente, como promotores da evolução democrática que urge garantir ao martirizado povo angolano.

Ora, por causa desta postagem, "travei conhecimento" com a Engª Isabel dos Santos. E, se já me impressionava o poder detido em Angola por esta filha do seu presidente, fiquei perplexo com as suas recentes aquisições patrimoniais em terras portuguesas, provávelmente, fruto dos laços (ou nós) de amizade com o "recém-considerado-1ºportuga+rico", senhor Américo Amorim.
Como a senhora, às vezes, parece ser uma compradora compulsiva, e não é muito
conhecida do nosso público, aqui fica uma foto sua. Pode ser útil para os interessados luso-negociantes de tudo e mais alguma coisa.
Ou então, porque, lá como cá, dá sempre jeito dizer: "eu conheço a filha do presidente" !

domingo, 15 de março de 2009

Joe's dixit

Durante uma entrevista televisiva a que acabei de assistir, José Manuel Rodrigues Berardo - Joe para os amigos, Senhor Comendador para os outros - afirmou sobre as investigações à volta dos crimes económicos portugueses: "andam à procura de sardinha e esquecem os tubarões".
Sabendo o que se sabe sobre esta personagem, há poucos dias (ainda) indicado (com 770 milhões de euros) como o 2º multi-milionário português, pela revista Forbes, fiquei suspenso na dúvida sobre o "peixe" a que corresponderá o Comendador...
Ao peixe-agulha (ou f... como se diz aqui à beira-mar) não será. Esses são como o mexilhão: somos sempre os mesmos !

Por falar em peixe, aqui fica uma proposta de pescaria.
Se calhar merecia a pena ...

sábado, 14 de março de 2009

Dia do (meu) Pai


"Viver feliz não é mais do que viver com honestidade e rectidão"Cícero

Obrigado, pai, por mais um dia feliz que partilhaste connosco !

sexta-feira, 13 de março de 2009

Gostos discutem-se, sff

Sem querer aqui recriar uma rubrica ao velho estilo "quando o telefone toca", o Cerro inicia hoje esta brincadeirinha video-musical.
Bom proveito !



quinta-feira, 12 de março de 2009

Fica a Saudade, Tavares !


"morre-se nada
quando chega a vez
é só um solavanco
na estrada por onde já não vamos

morre-se tudo
quando não é o justo momento
e não é nunca
esse momento!
Mia Couto

quarta-feira, 11 de março de 2009

A minha versão da história de Lolita

Lolita era uma boneca de papelão. A única lá em casa e, sabia Deus, a que custo ...
Disputada por isso mesmo, era lindo ver a sua alegria, andando de mão em mão, recebendo carinhos de todas as suas quatro mães adoptivas por quem cabia repartir aquela maternidade infantil.
Porque os cuidados de mãe passam também pela limpeza e higiene, um dia de manhã, inevitávelmente, Lolita teve de tomar um banho. Mas correu mall: as pernas os braços e o t
ronco ficaram tão moles e tão descoloridos, que parecia morta. Apenas os olhos, aqueles olhos grandes, abertos como que de espanto com o que lhe estava a acontecer, eram o seu único e frágil sinal de vida.
As mães, desesperadas, choravam por elas e por Lolita. Tanto carpiram que a "avó" Miquinhas acorreu aflita por saber a razão de tamanho pranto colectivo.
De todas as quatro mães-criança, a mais
nova e arrebitada é que entre soluços, mas corajosamente, disse a verdadeira razão daquela cena: - " A Lolita morreu !".
D.Miquinhas percebendo a "tragédia" tentou consolar as filhas no colo prometendo-lhes a cura da Lolita.

Com os ânimos meio serenados, as manas lá foram para a escola com o pensamento fixo na hora do regresso a casa, na expectativa de retomarem a sua boneca.
E assim foi chegadas a casa ao entardecer. Lolita lá estava à espera das suas mães criança. Um pouco descolorida é certo, mas seca e riginha, como se nada tivesse acontecido.
- Como foi possível, mãezinha ? - perguntou a m
ais nova delas.
- Foi o sol, meninas ! - respondeu D. Miquinhas
.
- Viva o sol, viva a mãezinha, viva, viva, viva ! - gritaram todas.

Falta apenas dizer que este episódio acabou com duas lágrimas rolando pela face da Lolita. Provávelmente originadas por gotas de água não evaporada resistentes à exposição solar. Ou, então, pela emoção do regresso - assim, simplesmente !
Com um beijo de Parabéns àmais nova das mães de Lolita !


terça-feira, 10 de março de 2009

Que cool(pa) !

O parque de campismo da ilha das Berlengas foi considerado o camping mais "cool" da Europa pelo jornal The Times.

"Seja corajoso. A travessia entre Peniche e a ilha das Berlengas pode ser acidentada, mas como recompensa tem um parque de campismo com acesso exclusivo às águas cristalinas do Atlântico". É desta forma que o jornal inglês descreve o camping vencedor. E acrescenta: "Só uma dúzia de famílias de pescadores vivem na ilha, que é uma reserva natural."

De acordo com o Expresso, o alvo principal deste artigo serão os jovens turistas pouco endinheirados que, de mochila às costas, viajam pela Europa.

Perante a força desta "escolha" como e por quem será gerida a conflitualidade entre a "aristocracia berlengueira", a pressão humana da indústria do turismo "pé descalço" e o respeito pela biodiversidade da Reserva Natural das Berlengas?

É por isso que a notícia, sendo um motivo de orgulho para todos nós (penicheiros e não só), inquieta, prenuncia tempos muito pouco "cool". A ver vamos...



segunda-feira, 9 de março de 2009

Lembrança(s)

Até ao momento do "publicar" estarei na dúvida sobre a minha postagem de hoje. Imaginei-a uma (in)comparação entre duas efemérides: a criação - há cinquenta nos - da boneca Barbie e a tomada de posse - há três anos - de Cavaco Silva. Depois, hesitei, reflecti, pensei, pensei, e - já se sabe - quando a gente começa a pensar muito perde-se a expontaneadade ... O respeitinho é muito bonito: ah e tal, os símbolos da Nação valente, até nem tem sido mauzinho, a crise, a hora de dar as mãos ...

Chega !!!

Ok, fica só a lembrança, assim:

"Aníbal Cavaco Silva tomou posse como 19º Presidente da República Portuguesa em 9 de Março de 2006. Fora eleito, à primeira volta, no escrutínio presidencial de 22 de Janeiro, ao qual se apresentou com uma candidatura pessoal e independente."



Publiquei ?