segunda-feira, 22 de maio de 2017

Devagarinho se vai

Como nem sempre devemos ficar pelo primeiro gosto do que nos é servido, aqui fica, sem heresias - muito menos sacrilégio - um momento para percebermos como, às vezes, é ténue a linha que separa o "profano" do "sagrado". Ou não; manda o interesse.
De qualquer forma, quer se goste ou não goste, é verdade (por vezes cruel) que nem sempre damos conta do fraquejar das nossas resistências, ainda que despacito devagarinho... 

sexta-feira, 19 de maio de 2017

O Feriado da Geringonça

DEFINITIVAMENTE, o dia 13 de Maio de 2017 ficará marcado para sempre nesta "nação valente e imortal" face aos 3 GRANDES ACONTECIMENTOS que, miraculosamente ou não, coincidiram para a elevação da nossa auto-estima enquanto estirpe comprovadamente capaz de ombrear com qualquer raça de qualquer hemisfério terreno.
Ora bem: confirmado que está o regresso do papa Francisco, incólume, ao Vaticano; pagos que estão os respectivos prémios de campeões e entregues as condecorações desportivas à equipa de futebol do SLBenfica e, claro, após a exultante vitória dos manos Sobral no festival da Eurovisão que, depois do picaresco aplauso de hoje na Assembleia da República, deverão, em breve, ir à casinha das medalhas do presidente Marcelo receber a justa condecoração pelo feito, dizia eu que, depois desta tamanha efusão nacional, nada mais restará ao Estado português, sem o mínimo risco de ferir quaisquer susceptibilidades, senão decretar o 13 de Maio como Feriado Nacional, porque, unanimemente, se tornou o dia mais feliz da maioria lusitana - aquém e além mar - e que, porque toda a gente se sentiu honrada por um qualquer dos feitos conseguidos, encherá os corações: tanto civis como religiosos.
Como corolário da ideia, e por forma a não prejudicar quem quer que seja, proponho que se elimine o feriado de 15 de Agosto (mês em que metade do país está de férias...) por troca, exactamente do 13 de Maio - Dia dos Milagres.
Bora lá, geringonça!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

E quem não salta é...

Uma oferta dos "que não são do Sporting" aos seus ilustres presidente e treinador por tanto terem contribuído para a paródia desta época futebolística.

  
 Bem hajam e... continuem!!! 

domingo, 14 de maio de 2017

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Por Peniche, para Peniche, ou sei lá que mais

A crer nas movimentações partidárias e “populares”, a verdade é que nunca houve tanto candidato a presidente da Câmara Municipal de Peniche.
Esta abundância quantitativa - que, numa primeira análise, poderia potenciar a qualidade das alternativas – indicia que, pelos actores pré-anunciados, teremos mais quatro anos geridos dentro da lógica tripartidária a que tem obedecido a gestão da autarquia desde a institucionalização do poder autárquico em Portugal.
E é pena, porque, depois de bem expurgadas, nenhuma das sete pré-candidaturas anunciadas parece ser alternativa convincente à mudança do paradigma eleitoral autárquico deste concelho : 57% de abstenção – ou seja: dos 25.000 eleitores inscritos, 15.000 não votaram em 2013.
Só trazendo às urnas esta massa enorme de insatisfeitos com o sistema (ou satisfeitos com o imobilismo) se poderá mudar alguma coisa, de facto,  nesta terra.

Quem o conseguir será vencedor – tenha o feitio que tiver, vista o que vestir!   

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Ménages à trois

Dedicado às três candidaturas partidárias à Câmara Municipal de Peniche, arquitectadas (ou montadas) em modo politicamente correcto, agradáveis à vista, ao "sentimento", quiçá às emoções. E, talvez por isso, as mais consistentes e esperançosas (I'm sorry...)
Resta saber da sua funcionalidade futura...




    "C'est la vie" say the old folks:
                                    It goes to show you never can tell"



segunda-feira, 1 de maio de 2017

Trabalhadores há muitos

Como um robot, abriu a porta e entrou no escritório: levantou os estores, ligou o PC e a máquina nespresso de onde tirou um "ristreto" bebido de um só trago, sem açúcar.
Meticulosamente, assentou o iphone ao lado do tabuleiro dos "pendentes" e confirmou a password de entrada no computador. Abriu o e-mail e leu em diagonal os assuntos das mensagens recebidas, lixou os spams e, avidamente, saltou para o facebook: partilhou uma piada sobre o futebol, fez um like no post do seu candidato à câmara e, de repente, pára tudo; chegou a sua vontade pontual de ir ao wc. Aproveitou e fumou um cigarro, ou terá sido o contrário? Enfim...
Obra feita, voltou ao lugar de trabalho para concluir o comentário sobre o 1º de Maio.
- Espera aí...?! Hoje é 1 de Maio - dia do trabalhador? Feriado?
- Oh pá! não é que me esqueci? Completamente... porra! Vou-me embora. Vá lá, vá lá... só trabalhei uma horita...!