domingo, 28 de fevereiro de 2010

Domingo - dia de tomar banho e

de arrebitar o ego.
A Beyoncé dá uma ajudinha.
Vale ?


sábado, 27 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Nortada de Sul


Aviso institucional






Conselho de amigo

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Frontalidades

As imagens da campanha anti-tabaco que causaram polémica em França poderão ser chocantes por equipararem o fabricante de cigarros ao homem que impõe sexo oral a um(a) jovem.
Como um adulto e como pai, não posso reprovar nada que se assemelhe à denúncia da exploração do outro (especialmente, se se tratar de uma pessoa que talvez não tenha ainda atingido a maturidade plena).
Sim, o tabaco é uma droga pesada. Isto é, que induz a uma forte dependência e a efeitos colaterais comprovadamente prejudiciais à saúde, assim como o álcool e o açúcar nas suas diversas apresentações.
Sim, fumar é ser escravo do tabaco, mas, então, também seria importante denunciar o vendedor de "bebidas especiais de fim de semana" (alcoólicas) e/ou o vendedor de gomas, barras de chocolate e similares - gentinha que, a todo o preço, tenta colocar na mente dos jovens (logo a partir de tenra idade), que porcaria é compatível com a boa saúde.
Com polémica ou sem ela, a verdade é que fumar faz mal à saúde,
"há que dizê-lo com frontalidade"!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

A nova (?) sensação

Esta modinha "tá pegando fogo" no Brasil.

Por cá, vamos experimentar...Se amanhã não houver postagem aqui no Cerro, já sabem - a Manuela Crespo, o Mário Moura Guedes e aqueles putos que escrevem nos WC's das auto estradas têm razão - o lápis anda aí !

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Coisas da matemática

O cálculo que proponho hoje (sem antecipar as respostas) pode fazer-se de cabeça, ou com auxílio de papel e lápis ou de calculadora. Vamos lá:
  1. escolhe - entre 1 e 9 - o número preferido;
  2. multiplica-o por 3;
  3. soma 3 ao resultado;
  4. multiplica o resultado por 3;
  5. soma os dígitos do resultado.
Dessa soma resulta o número que corresponde ao teu "exemplo de vida" . Então confere:

  1. Albert Einstein
  2. Nelson Mandela
  3. Fernando Pessoa
  4. Eva Péron
  5. Mahatma Gandhi
  6. Joana D'Arc
  7. João Paulo II
  8. Helen Keller
  9. José Sócrates
  10. Madre Teresa de Calcutá

Surpresa? Pois, e matemática é uma ciência exacta não é ?
Então procura justificar-te a ti mesmo. Para mim não é preciso, eu sou um túmulo ...
PS: Pára de escolher outros números e admite o óbvio!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Os benfiquistas agradecem, mas ...

O meu relacionamento com o futebol começou normalmente, por volta dos cinco/seis anos à volta dos empedrados das ruas Afonso Albuquerque e Pedro A. Monteiro, entre as ausências do árbitro oficial - o polícia - senhor João (a quem carinhosamente chamavam de Carocé (?).
Com as escolas, primária e secundária, as prestações foram evoluindo tanto em quantidade como em qualidade, quer nos campeonatos no Campo da Torre, quer nos sempre curiosos embates escolares entre turmas ou cursos (lembro as disputas entre "indústria" e o meu "comércio").
Até que, por volta dos meus quatorze anos, fui treinar aos júniores durante uma semana só para experimentar o futebol mais a sério (pois os meus 70 quilos de peso nem sequer me deixavam sonhar). O saudoso Dionísio Costa, na altura o habitual director-treinador do GDP, punha-me a correr à volta do Baluarte mas, passadas duas voltas, lá estava eu sem folgo para dar um passo. Então dizia-me ele: - "Ó Zé, tens os calções muito pesados. Se queres jogar à bola tens que perder lastro..."
Foi suficiente para mim. Percebida a mensagem, deixei a bola para a praia e para os jogos preparatórios de almoçaradas, e dediquei-me ao desporto das raquetes.
É claro que não abandonei o futebol. Passei foi a praticá-lo à boa moda portuguesa: assistindo sentado na bancada ou na cadeira do café frente à TV, discutindo as opções dos treinadores, as asneiras dos jogadores, as burrices dos árbitros, as espertezas dos dirigentes, lendo (se possível de borla) os três jornais desportivos nacionais, enfim, tudo como manda o cardápio do nosso futebol.
Para melhorar este meu curriculo futebolez, tenho na família duas figuras da velha-guarda primodivisionária, mais um campeão europeu numa equipa de um dos "quatro grandes" e uma jovem esperança a afirmar-se nas coisas da bola.
Dito isto, aliás, escrito isto, resta-me apenas dizer que, nestas coisas de futebol, posso não ter, aliás, não tenho mesmo, os méritos analíticos de um Jorge Baptista, de um Ribeiro Cristovão, ou de um Vitor Serpa.

Ah, é verdade, quase que me esquecia o motivo desta crónica !
É que ontem, ontem à noite, viram o jogo entre o FCPorto e o SCBraga?
Os de Braga beberam chá de camomila à refeição ou snifaram Xanax antes do jogo?


Chamem-me os nomes que quiserem. Mas, no último fim-se-semana do próximo mês de Março, vamos ver a diferença de comportamentos na Luz, contra o Benfica sabem ...!?

Faccioso, eu?
Depois falamos!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Brejeirices (?) de domingo


Finalmente o domingo minhoto !
O da lampreia à bordalesa, das malgas com verde tinto, do pudim "à tia Susy", do futebol dolorido, das barbudas anedotas ordinarecas (ainda sem os downloads políticos) entremeadas com os cantares ao desafio em moda chula ambiente.
De toda estas maravilhas sobrou apenas o som. E é isso que aqui vos deixo.
Divirtam-se (à portuguesa) !

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Dois anos depois

...sempre bela, aproximou-se de mim e abraçou-me apaixonadamente.
Depois, beijou-me a testa, os olhos e, quando eu esperava o delírio de um beijo nos lábios, senti-a sussurar-me ao ouvido:
- "Ficamos por aqui; se mais te desse agora, podias desistir de lutar por mim..."

É sempre assim que, desde o início deste blogue, acabam os meus sonhos com a Liberdade.

Obrigado aos que, visitando o "CerrodoCão" me proporcionam o gosto diário de viver os meus sopros do coração.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Chinesices


Ontem, e apesar das chinesices, Barac Obama e o Dalai-Lama encontraram-se em Washington tendo, provávelmente, conversado como fazem as pessoas inteligentes, amigas, responsáveis e com sensibilidades comuns.
Os americanos, apesar de tudo, são mais fáceis de mostrar as suas amizades do que nós - a nível governativo - que sempre nos acagassámos com as chinesices (i.e. Macau), a quando das duas visitas feitas a Portugal pelo lider espiritual do Tibete.
Como curiosidade, este "rendez vous" fez-me recordar (pelo título e não só) a história do "Monge e o Executivo", cuja leitura me foi recomendada e ainda bem.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Fotoxop

Foto/base copiada do blogue "Conversar em Peniche" .

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

É tempo da alma

Acabou a brincadeira! Do tempo do corpo restam, hoje, as cinzas.
A fé nos homens está em crise. Valha-nos a Fé no divino.
Se errar é humano, pecar pode ser errar conscientemente?
Se o homem desculpa, Deus perdoa?
Seja como for, meditar não faz mal a ninguém. E a oração pode ajudar.
Vá por aqui.
Entretanto, (re)lembre uma das suas orações.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Noite das "grandes"








Há vinte cinco anos, doze horas sempre a abrir.
Era a grande noite, infalívelmente concluída às onze horas com o "trem"!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Na 2ª Feira de Carnaval era assim










E, passados trinta e cinco anos, ainda estou para saber como é que Frank Carlucci e a CIA deixaram que se realizasse este encontro de alto nível, com a infalível presença do "Charlie Brown".


domingo, 14 de fevereiro de 2010

Domingo - dia de tomar banho e

de namorar, fazendo uma declaração de amor.
Experimente, não custa nada e pode ser que, depois, " lhe apeteça algo" !

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Porque hoje é sábado ... de Carnaval

Ontem, depois de, por acaso, ter assistido a esta peça, percebi porque é que o TRÂNSITO é uma das grandes cegadas do concelho de Peniche.
Não é só por ser Carnaval, mas anda aqui pantomineiro.
É, não é ?


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Fotoxop

Peniche - Largo Jacob Rodrigues Pereira - 1942

(clique na imagem)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Mãos limpas

O exemplo vem dos "nuestros hermanos".
Afinal as mãos querem-se protectoras, amigas.
E, por incrível que pareça, há gente que tem mãos assim : sempre limpas.
Outros há, cujas mãos se dizem lavadas - o que não é bem a mesma coisa, pois é uma limpeza que resulta de higienização artificial, muito dependente da sua frequência e dos agentes poluidores (normalmente virulentos) a eliminar: i.e. gripes, traições, influências, paixões, até ao tudo o mais que o síndrome de Pilatos possa ditar.


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Cinemar

Tudo Pode Dar Certo - ou o regresso de Woody Allen ao estilo ácido da comédia inteligente que o consagrou, a merecer a "tal viagem a um cinema perto de nós" .
E, claro, sem pipocas nem as javardices do costume e com o Benfica a eliminar o seu velho rival da 2ª circular, esta noite, tudo deu certo.


terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Carnaval Peniche 2010

Antes que @ ilumin@d@ do costume ache que o "CerrodoCão" tem fobias carnavalescas, aqui ficam as marchas que irão abrilhantar o Carnaval de Peniche 2010.

A coisa promete!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Espreitadelas

O "cerrodocão" declara publicamente que a sua postagem de hoje não visa promover o jornalismo de buraco de fechadura.
A imagem publicada pretende, apenas e só, ilustrar o título do dia.
Portanto, qualquer semelhança deverá ser considerada pura coincidência.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Lusofonias

A imensurável beleza de um ser - ou a importância de uma entrevista, ainda que feita em cenário coquette (com caniche e tudo).



"Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também quanto é preciso, pá
Navegar, navegar"
(Chico Buarque)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Febres de sábados à noite (e não só)

O (vídeo com cenas muito violentas)
"Quando o dia é longo e a noite, a noite é completamente tua.
Quando estás certo de já teres tudo na vida, tem calma, não percas o controle... senão, choramos todos... sofremos todos" (Everybody hurts - REM)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Fotoxop

... ou, como diriam os Gatos Fedorentos, "clique na imagem para
esmiuçar o Largo 5 de Outubro" !


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Intimidações

Mário Crespo é o rosto do novo "case study" da política portuguesa.
O alvo é, invariávelmente, o mesmo - nos últimos cinco anos.
O método é, invariávelmente, o mesmo - quando toca a liberdade de opinião.
A promiscuidade política é, invariávelmente, a mesma - quando
como aqui, se pode começar a perceber a coisa: logo, logo, pela escolha do cenário fotográfico.
Tudo isto me faz lembrar (outra vez) que o Carnaval está aí. E, se carnaval é festa, festa é carrossel.
Pois, nova corrida, nova viagem !

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Os uns e os outros

Hoje, o Presidente Cavaco Silva aconselhar-se-á com os dezanove mais mágicos portugueses sobre as decisões políticas que, a curto prazo, irão decidir o futuro dos restantes nove milhões novecentos e oitenta mil não conselheiros da República.
A ordem de trabalhos da reunião é secreta. Mas, a crer naquilo que mais preocupa a quem tem por missão preocupar (ou não) os portugueses, há três assuntos que - antes do "coffee break" - irão para cima da mesa:


Depois dos bolinhos, da laranjada e da cevadita é que a coisa vai ser séria. E o que a seguir virá ainda mais sério será.
"Mas isso é para os outros: para os políticos, sabem ?! eles é que têm de se preocupar com isso. A gente temos outras preocupações. Para já, o Carnaval está aí. Depois, logo se verá!"

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Calendários Populares

"Aproveite Fevereiro quem folgou em Janeiro"
(A propósito da intervenção policial hoje em Peniche)

Foto:Fua

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

OGE (não há falta do agá - é mesmo assim)

Depois de, pessoalmente, aqui ter assistido a mais uma excelente demonstração da oratória ao serviço do marketing político, protagonizada pelo primeiro ministro numa apresentação do Orçamento Geral do Estado, seguida das explicações técnicas do seu secretário de estado dos assuntos fiscais. Depois de ouvida a opinião - natural e justificadamente pessimista - da presente meia dúzia de pseudo gurus da nossa economia (ou será gurus da pseudo-economia portuguesa?) sobre o mesmo assunto, alguém na sala lembrou, em voz sumida, a grande depressão norte-americana e o ex-presidente Hoover.
O tal que ditou para a História: "Bem aventurados os jovens porque eles herdarão a dívida pública".
Dúvidas, há ?