segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O Messi da Cova da Moura

A história Alfredo Silva - um português que promete dar continuidade à qualidade futebolística da nossa emigração: tipo Cristiano Ronaldo, ou será tipo Ricardo  Quaresma? 
O futuro dirá. Mas que o miúdo (já) promete, lá isso promete!

domingo, 30 de outubro de 2011

(an)Danças em Viena

... e quem te mandou a ti, ZéJakym, dançar na ópera?


sábado, 29 de outubro de 2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O processo de Praga

Em Praga, como é saboroso começar a visita panorâmica com um strudel de maçã e um "kafkafé".

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Os SUPER tubos Penicheiros

Assim como que um best of do Rip Curl Pro 2011


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Berlim (sem bolas)

Uma cidade (mais que) suficiente para perceber a Alemanha. 

Kaiser-Wilhelm-Gedächtniskirche (Berlim)


terça-feira, 25 de outubro de 2011

Ó freguês, vai um tirinho?





=






Ai vai, vai!
Se esta "equivalência" se confirmar, vou andar de cartucheira à cintura.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Genialidades

Um dos discursos mais importantes registados pela historia, feito por um comediante de seu nome Charlie Chaplin.

domingo, 23 de outubro de 2011

Public(idades)

Gosto (muito) mais de vinho tinto, mas coca-cola assim... até dá gosto!



sábado, 22 de outubro de 2011

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Aviso à navegação

Senhores deputados,
Em tempo apreciação e votação do Orçamento do Estado, em nome dos fodidários públicos, refordidos e pensionistas deste país, aqui vos deixo este aviso bem claro (apesar do gato ser preto):

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Mr. Bean English

Enquanto mr. P.P.Rabbitt nos faz chorar - de vergonha, de raiva e de indignação - mr. Bean aí está, de regresso para nos fazer esquecer (ainda que por pouco mais de uma hora) as agruras da nossa democracia.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Indignado, eu?

... só se fôr por, nos próximos dois(?) anos, não poder ir de férias até Cabo Verde!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Indignado, eu?

... só se fôr por, nos próximos dois(?) anos, não poder ir de férias até Moçambique!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Férias (com bolinha)


 O
Apesar dos conselhos amigos, ainda não é desta que posso ir de férias até à Córsega. Com um pouco de sorte talvez passe pela Holanda e dê uma espreitadela à Polónia.


domingo, 16 de outubro de 2011

sábado, 15 de outubro de 2011

Juntar as vozes

Clicar na imagem

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

OE/2012-2013 Consumo obrigatório

Sem receita médica

Clicar (ainda) não dói

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Filmes

Escuso-me aos comentários. É (mesmo) só para reflectir.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O poder da imaginação

... ou como incentivar a utilização de energias.




terça-feira, 11 de outubro de 2011

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Toma lá que és reformado!

Os reformados são, de há uns anos a esta parte, o filão descoberto pelos ministros das finanças dos governos da Nação. 
Tamanha atracção, quase roça a criminosa gerontofilia, pois, sempre que a falta de dinheiro nas conta públicas periga a estabilidade da viciada balança do Estado... toma lá que és reformado.
Esta descompensação social entre o dar e o receber faz-me lembrar a técnica de gestão praticada em muitos dos lares de 3ª idade que "recolhem velhos" e a troco da pensão de cada idoso/reformado/aposentado/pensionista, diária e invariavelmente, garantem-lhe carinha lavada, duas fraldas descartáveis, um creme de cenoura e um rabo de pescada cozida com batata... e, claro, duas papas cérelac com xanax ou valium bem misturado, que assim é um descanso!
Se é este o nosso destino, mais vale abrirem asilos (e poucos metros dos cemitérios).    

domingo, 9 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

Pérolas

À lagartagem que frequenta o Cerro-do-Cão ofereço esta maravilha  de oito minutos na vida de um verdadeiro "sportenguista".

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Megalomanias que (nos) esburacam

Aqui há atrasado, vindo do norte, larguei a A8 em Alcobaça e rumei a Peniche pelas antigas EN's - via Nazaré, Alfeizerão, Caldas e Óbidos - tendo transitado já pelo novo viaduto que substituiu(?) a Ponte das Barcas sobre os rios Alcoa e Baça, antes de Famalicão. E, pensava eu (mais uma vez): seria preciso uma obra deste "tamanhão" para atravessar os rios e endireitar o antigo percurso?  ou terá sido mais um betexagero (betão/betuminoso) em prol do betlobby nacional? 
Curiosamente, no rádio do carro, as notícias davam conta de mais uns buracos encontrados nas contas da Nação, desta vez por astronómicos desvios orçamentais em obras públicas. 
Ora, quem já lidou com a difícil arte de fornecer o Estado nesta área, sabe muito bem como é o processo, desde a concepção à utilização,  fundamentalmente nos capítulos da sua orçamentação e execução: com medições e preços sempre abertos a erros/omissões do projecto que, mais tarde ou mais cedo, trarão revisões de preços e, consequentemente, o verdadeiro ajuste de contas entre o custo real da obra e o valor oferecido em concurso...
Foi este episódio que hoje quero aqui deixar como reflexão. 
E, já agora, publico uma foto do que, entre nós, em minha opinião, tipifica na perfeição a megalomania que nos foi incutida pelos betneficiários do sistema.
Ou será que o exagero é meu?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

A pag(ar)


A cada dia que passa, o monstro da dívida cresce e os nossos troikanos já  começam a dar sinais de falta de imaginação para aumentar a receita do Estado, cobrando-nos a torto e a direito, tipo: tudo o que mexe... paga!
Por isso, ou muito me engano, ou, daqui a pouco tempo, este (maravilhoso) sketch vai ser uma realidade nacional  
 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Republicanos há muitos, senhor presidente!

 
«O primeiro dever do republicano é contar com os demais homens, os demais partidos, as demais ideias, e praticar portanto na vida política a regra suprema de toda a moral, que consiste em nos considerarmos a nós próprios como sendo um termo de uma relação, – como uma parte de um conjunto - de que os outros partidos, as outras ideias, as outras pessoas, são o outro termo e a outra parte. Só com uma asa não se pode voar. Cumpre, não só aceitar a diversidade, mas ter o amor da diversidade e o desejo [sincero] de que ela exista.
Ora, se as aparências não erram muito, há chefes que procederam na nossa política como se considerassem o seu partido o único termo com que se deve contar, a única asa para o voo da Ideia, o soberano absoluto de Portugal: e poder-se-ia dizer ao cabo de contas que muitas das dificuldades da nossa República, e que as maiores desordens da nossa política, – vieram em suma a derivar-se de aí.
Não será desse erro que provém um outro, nos homens influentes dos nossos partidos: o de suporem que, desde que governe o seu partido, há verdadeira República na nossa terra, que basta que eles dominem para que a República exista, e que basta que eles não dominem para que não exista República?»
António Sérgio [Excerto de texto escrito em Paris em 1927]

 




terça-feira, 4 de outubro de 2011

Perdoai-lhes Senhores

 


Afinal eles derrapam mas não caiem.


Então, e se nós ajoelhássemos (ainda mais) 
e orássemos?

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Música d'arrebenta

Nunca tinha ouvido este rapper "brigadeiro 10 pacotes", mas palpita-me que, um destes dias, rapam-no.

domingo, 2 de outubro de 2011

Brejeirices de domingo

Em épocas de crise, nem todos os buracos são como o de Jardim.

sábado, 1 de outubro de 2011

Dia para a (minha) melhor

M
   
Ú
S
I
 C
A