segunda-feira, 26 de setembro de 2016

sábado, 24 de setembro de 2016

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Pergunta do primeiro dia de Outono

Se me refrescas no calor da manhã e me aqueces no frio da tarde, 
porque me entristeces devagar... no silêncio, sem fazer alarde?



segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A moeda do cabaço

Nos meus tempos de "adolescente inconsciente", era comum ouvir-se dizer que a virgindade feminina era um atributo quase indispensável para o casamento, sendo correntes as expressões "ter os três vinténs" ou "não ter os três vinténs" consoante o estado da menina, ou, pior ainda, se a virgindade lhe era oferecida, o felizardo cantaria "já lhe tirei os três vinténs"!
Até hoje, confesso, nunca percebi qual era a origem dessas expressões. Porém, um destes dias, o mundo blogueiro surpreendeu-me com a explicação que aqui deixo
É claro que estas expressões, à luz da igualdade dos sexos, eram altamente pejorativas, revelando os resquícios da mulher-objecto fruto da cultura então prevalecente na sociedade portuguesa com o alto patrocínio do Estado e da Igreja dessa época.
Hoje, felizmente, vivem-se outros tempos, em que as mulheres alcançaram um elevado grau de emancipação e gerem a sua virgindade como muito bem lhes apraz.
Por isso, será natural que, agora, os três vinténs tenham apenas interesse numismático, deixando a utilização da expressão para além disso ao léxico dos idiotas (sem três dedos de testa...).


domingo, 11 de setembro de 2016

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Sonno qua, Freud

- Porque será que, por esta madrugada afora, depois de ter assistido (na SIC) à entrevista do meretíssimo Carlos Alexandre, sonhei com uma série que nos "colou" à televisão... pr'aí há uns 25 anos?

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Penicheiradas






"A liberdade da indiferença é o grau mais baixo da Liberdade"


(Gabriel Marcel/
Descartes)